fbpx
Agronegócio
Publicação em 03 de junho de 2020

ERP para o distribuidor de insumos agrícolas: por que ter um?

Como em qualquer outra atividade, no agronegócio também é fundamental que as ferramentas de gestão acompanhem os avanços da tecnologia, para melhor organização, controle e consequentemente, lucratividade. Por isso, muitos distribuidores de insumos possuem a necessidade de integrar todos os seus departamentos com um ERP.

Entenda porque um software especializado é tão importante para sua revenda de insumos agrícolas e agropecuários neste artigo:

O que é, afinal, um ERP?

O ERP, Enterprise Resource Planning, é um sistema de gestão que permite acesso fácil, integrado e confiável aos dados de uma empresa.

A partir das informações centralizadas é possível elaborar estratégias para aumentar as vendas, intensificar a captação de recursos e otimizá-los para reduzir custos, possibilitando uma visão global do desempenho dos principais processos e unidades do distribuidor de insumos em um único banco de dados.

Por que a sua revenda de insumos agrícolas precisa de um?

Você precisa ter acesso às informações do seu negócio de forma rápida e fácil, certo?

Por exemplo, ao chegar um lote de produtos no seu estabelecimento, o estoquista recebe a nota fiscal de entrada e vários setores são movimentados com essa única ação.

Dessa maneira, o estoque é alimentado, o setor de vendas fica a par, o financeiro recebe a informação da fatura, a contabilidade movimenta as questões fiscais e assim por diante.

Para você entender melhor a importância desse sistema de gestão integrada, separei 5 pontos:

1. Você não encontra informações úteis para a tomada de decisão

No segmento de distribuição de insumos, grande parte das operações oferecem grande risco ao investidor.

Uma decisão errada pode resultar em aumento de custos, perda de lucratividade e até mesmo no fechamento do negócio.

Ficar atento ao mercado, acompanhar políticas e outras legislações que impactem o agronegócio e monitorar a produtividade dos produtores da sua carteira são importantes termômetros para avaliar a melhor maneira de agir.

Além disso, ter à mão relatórios precisos, demonstrativos de resultados, fluxo de caixa que apresente movimentações em diferentes moedas (real, dólar, grãos, entre outros) e outros controles, faz toda a diferença na hora de decidir os próximos passos da sua empresa.

Contar com um ERP especializado facilita a localização e o compartilhamento destes dados entre as áreas da revenda de insumos agrícolas.

Sem este controle, a empresa pode acabar “perdida” na definição de seus objetivos e estratégias, já que não tem uma visão clara de seus processos internos e também não sabe o que esperar do mercado.

2. Os vendedores praticam a margem de desconto que querem

Até que ponto chega a autonomia dos vendedores?

Para garantir a margem, é necessário elaborar uma política comercial consistente com diretrizes de precificação e descontos, tarefa que pode ser realizada de forma automatizada com o apoio de um software de gestão.

Veja este exemplo: caso um de seus fornecedores altere o preço de um produto em uma campanha, ao atualizar a informação no ERP, a tabela de preços se adequará automaticamente, evitando erros na hora de lançar os pedidos de vendas.

3.  A remuneração dos vendedores gera dúvidas e até insatisfação

A remuneração da equipe de vendas é um assunto delicado, pois influencia diretamente na motivação dos vendedores, o que é determinante para o desempenho do distribuidor de insumos agrícolas.

Gerenciar este processo com um software de gestão permite que você estabeleça a política ideal a ser praticada, tanto para o pagamento de comissões quanto para adiantamentos, que podem ser utilizados para ajudas de custo.

Um fator importante a ser observado na hora de contratar um software de gestão, é a flexibilidade na definição de cálculos de comissões.

É importante que o ERP permita ao distribuidor de insumos ter opções para configurar as comissões, seja por vendedor, produto, margem, percentual de desconto, entre outras,

Além do cálculo automático de comissões, o software de gestão possibilita a análise da performance do vendedor sobre suas metas. Este acompanhamento, somado a uma política de remunerações transparente, contribuem para um bom desempenho da equipe comercial.

4. Você tem dificuldade em estabelecer boas negociações com seu principal fornecedor de insumos

Não basta manter um relacionamento amistoso e constante com fornecedores para garantir negociações favoráveis.

Antes de iniciar o processo de negociação, é fundamental analisar o histórico de compras com o fornecedor, tanto por produto como por safra.

Com base nas análises, o próximo passo é estabelecer o que é mais vantajoso para o negócio em relação a preços, condições, descontos e prazos e, principalmente, seus limites de negociação.

Negociar com antecedência também é importante, uma vez que a urgência e a pressão podem levar a perdas desnecessárias. Ter tempo para avaliar propostas e conciliar interesses aumenta as chances de sucesso em transações comerciais.

5. Multas por declarações não conformes ou obrigações não entregues na data tornam-se recorrentes

A legislação brasileira é complexa e exige que os distribuidores de insumos agrícolas tenham organização e controle sobre as obrigações legais. Por isso, esqueça a agenda e a planilha de Excel.

Um bom fornecedor de tecnologia acompanha a evolução de legislações federais e estaduais, facilitando a entrega de obrigações e reduzindo riscos de multas por erros ou atrasos.

O que podemos concluir?

Foi-se o tempo em que as decisões eram baseadas apenas no histórico ou na intuição. Aqueles que estão no comando do negócio precisam atuar de forma estratégica e desvincular-se de tarefas operacionais.

Por isso, estar embasado por informações de qualidade traz segurança para decidir quais serão os próximos passos da empresa, como protegê-la de transações de alto risco e ampliar a lucratividade.

Assim, investir em ERP especializado torna-se mais proveitoso quando você está disposto a melhorar o nível de gestão e o controle dos processos e também conta com uma equipe comprometida, pois o sucesso do projeto só acontece quando você trabalha em conjunto com seu fornecedor!

Marcos Souza

Marcos Souza

Coordenador da Consultoria AgroScore no Grupo. Há mais de 8 anos no Agronegócio, estruturo processos de Distribuidores de Insumos, Lojas Agropecuárias, Armazéns e Originação de Grãos.