fbpx
Agronegócio
Publicação em 04 de março de 2020

Gestão de estoque na loja agropecuária: o produto certo na hora certa

Você já sabe que o produtor tem pressa para começar o plantio e os pecuaristas estão sempre buscando medicamentos e outros itens, não é? Por isso, ter o produto certo na hora certa é indispensável, e é aí que entra a importância da gestão de estoque.

Se vários produtos acabam vencendo no depósito pela falta de controle, isso gera prejuízo. Por outro lado, se o cliente procura por um defensivo, por exemplo, e não o encontra, acaba perdendo a confiança na loja agropecuária.

As chances de ter problemas também aumentam quando o estoque não acompanha a evolução do negócio.

Por isso, trouxemos neste post as práticas mais comuns que têm facilitado a organização de estoques no setor agrícola. Leia e aprimore ainda mais a sua gestão!

Como fazer uma boa gestão de estoque em 6 passos simples?

Na gestão de estoque é necessário começar pelo mais básico. O primeiro passo é ter um lugar adequado para armazenar os produtos para o agronegócio, que servirá como um almoxarifado. É importante que ele seja coberto, seguro e fechado.

Escolhido e preparado um local específico para isso, é preciso listar tudo o que será armazenado, relacionando os valores de cada item, a quantidade e as datas de validade.

Vamos entender como realizar esses processos em um passo a passo?

1. Tenha controle da entrada e saída de todos os produtos

É bem possível que você já faça o registro de entrada e saída de produtos da sua loja agropecuária para se manter em dia com a legislação.

Porém, esse controle também é muito útil para a organização do estoque da agropecuária, para que você tenha a noção exata de quais produtos ainda estão disponíveis e qual a quantidade de cada um.

Como vimos, o excesso de mercadorias pode fazer com que elas vençam nas prateleiras e resulte em prejuízo para a loja. Já a falta de produtos pode comprometer a imagem da sua loja agropecuária.

Assim, ao saber exatamente a quantidade de cada produto em estoque, o gestor tem mais facilidade para fazer novos pedidos aos fornecedores, repondo os itens faltantes e evitando compras em excesso.

2. Considere o ciclo produtivo e a sazonalidade

Considerar o ciclo produtivo é fundamental para fazer compras estratégicas e aproveitar a sazonalidade das vendas. Se você não leva em conta essas características, pode acabar enchendo o estoque com produtos pouco procurados.

Informações básicas como a identificação do período de entressafra, são essenciais.

Afinal, nesta época, é esperado que a compra de sementes, adubos, defensivos e outros produtos ligados ao plantio diminua. Sabendo disso, você pode se preparar para não adquirir esses produtos em grande quantidade e armazená-los em estoque.

Conhecer a cultura da região onde você montou sua loja também é importante. Para garantir um bom atendimento e fidelizar seus clientes, observe seus hábitos faça as adaptações necessárias.

3. Analise a demanda de cada produto

Uma loja agropecuária tem produtos que são vendidos mais rapidamente enquanto outros podem passar dias, semanas ou até meses no depósito ou armazém.

Isso não é necessariamente um problema, desde que você saiba administrar as demandas de cada um.

Nossa dica é conhecer exatamente o prazo médio de venda de cada produto.

Ter dez volumes de um insumo, por exemplo, nem sempre significa que você precisa fazer um pedido urgente ao fornecedor. Se for um produto de baixa saída, esse estoque ainda pode durar um tempo considerável, sempre de acordo com a época do ano e a sazonalidade que citamos acima.

Por exemplo, é possível dar bons descontos no preço de insumos com baixa saída ou preparar campanhas de “vendas cruzadas”, diminuindo o valor desse produto na compra de outros.

Dessa forma, você não só gere o seu estoque, como também chama a atenção dos clientes e, consequentemente, aumenta as vendas.

4. Tenha muita atenção à data de validade

Outro ponto muito importante para a gestão de estoque na loja agropecuária é o controle das datas de validade.

Com a chegada de novas mercadorias, lembre-se sempre de guardá-las atrás daquelas que já estão no depósito, evitando que elas sejam comercializadas antes daquelas que têm um vencimento mais próximo.

O produto está perto da data de validade? Então você pode escolher uma dessas opções:

  1. Negocie a troca do produto com o fornecedor;
  2. Faça promoções para vendê-lo antes da data, mas não esqueça de avisar que o produto está perto do vencimento;
  3. Ofereça uma promoção em uma venda juntamente com outro produto.

Caso ele não seja comercializado até o vencimento, não esqueça de fazer o descarte da maneira correta!

5. Armazene os produtos de forma adequada

Todos os produtos devem ser armazenados com cuidado e de acordo com as orientações do fabricante para manter suas características originais.

Os medicamentos, por exemplo, geralmente devem ser armazenados ao abrigo da luz solar, em local seco e fresco, ao alcance apenas dos profissionais da loja.

Os fertilizantes precisam ser estocados em um depósito arejado e protegido da luz do sol, de forma que as pilhas de sacarias não encostem no chão e nem nas paredes.

Já os defensivos agrícolas também precisam ser armazenados conforme a legislação, e o acesso a esses produtos deve ser limitado.

Também é importante manter cada produto separado de acordo com seu reagente. Por exemplo, é aconselhável colocar arames, pregos e outros produtos de ferro ou aço longe de fertilizantes, para evitar a oxidação.

Confira a melhor alternativa de armazenagem diretamente no site da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), basta clicar aqui.

6. Feche parcerias com os fornecedores

Já falamos aqui no blog sobre a importância da boa relação com seus fornecedores. E essa parceria também se mostra relevante em relação ao controle do estoque.

Afinal, é muito mais fácil negociar preços, prazos e condições de entrega quando o fornecedor conhece as características do seu negócio.

Se o seu deposito é pequeno, mas a sua loja tem a necessidade de comprar em grande quantidade, é possível combinar entregas semanais ou quinzenais, de forma que o estoque não fique sobrecarregado.

Além disso, o fornecedor ainda pode ser um parceiro na organização do visual da sua loja.

Várias empresas disponibilizam displays, prateleiras e outros materiais personalizados, melhorando a visibilidade do próprio produto dentro da sua loja e servindo, também, como atrativo para clientes que já fazem o uso daquela marca. Isso é o que chamamos de “trade marketing”.

Controle o estoque na sua loja agropecuária e conquiste resultados positivos!

Você sabia que existem soluções que ajudam o lojista a gerir seu estoque?

A automação de tarefas é uma tendência nos últimos anos e tem ajudado a economizar muito tempo, que pode ser dedicado a outras atividades.

Dessa maneira, as horas que você gastaria em anotações e análises podem ser reduzidas.

No caso da gestão de estoque na loja agropecuária, um software especializado ajuda na organização dos processos de entrada e saída de produtos e permite acompanhar a evolução do estoque on-line a qualquer momento.

Além disso, fornece indicadores importantes para precificar melhor os produtos e planejar os investimentos que darão mais lucro.

Você precisa de soluções tecnológicas de qualidade para melhorar a gestão de estoque para a sua loja agropecuária? Clique aqui e conheça!

Marcos Souza

Marcos Souza

Coordenador da Consultoria AgroScore no Grupo. Há mais de 8 anos no Agronegócio, estruturo processos de Distribuidores de Insumos, Lojas Agropecuárias, Armazéns e Originação de Grãos.