Siagri

O distribuidor de insumos está preocupado com as possibilidades de inadimplência. O setor é um dos principais responsáveis pela concessão de crédito para os produtores agrícolas, já que o financiamento oferecido pelo governo corresponde a apenas 30% do total, segundo a Associação dos Produtores de Soja (APROSOJA).

A avaliação de crédito por parte dos distribuidores, com ferramentas aceitas pelo sistema financeiro e desenvolvidas especialmente para o setor agrícola, tem contribuído para reduzir os efeitos negativos tanto aos produtores como aos distribuidores. Fernando Pimentel, sócio-proprietário da Agrometrika Inteligência Tecnologia e Rating, explica que o crédito no agronegócio necessita de acompanhamento técnico qualificado. O caminho até chegar ao rating de cada cliente, ou seja, a classificação de risco, passa antes pela análise de dados tradicionais como garantias, perfil e volume do recurso e também por informações macroeconômicas, geográficas e climáticas que possam influenciar no aumento do risco. "O segmento de insumos agrícolas movimenta bilhões de reais a cada safra e precisa estar atento a mudanças", alerta Pimentel.

Crédito agrícola - A Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários (ANDAV) em Goiás acredita que o agricultor ficará mais endividado. O diretor da ANDAV-GO, Benjamin de Sousa Junior, afirmou em reportagem divulgada no site Agrolink em 30 de março, que o acúmulo da dívida na safra 2013/14, estimada em 15% a 20%, e na de 2014/15, que ainda não foi colhida, resultará na redução da capacidade de crédito dos agricultores.

Controle - A Agrometrika mantém uma parceria com a Siagri Software para Agronegócio com o objetivo de oferecer aos distribuidores um produto exclusivo para a segurança do crédito e, como consequência, oferecer maior controle das operações. As soluções oferecidas pelo software permitem que os empresários possam monitorar a carteira de crédito e adotar ações como concessão de desconto, troca de garantia, renegociação do título, dentre outras.

OUTRAS INFORMAÇÕES:

Assessoria de Imprensa da Siagri:
Jornalista DORIS COSTA - (62) 9293.3240
Jornalista IARA LOURENÇO - (62) 9690.1742
Jornalista TAYSA LARA - (62) 8133.3754
E-mail: siagricomunicacao@gmail.com

Comentários

Fernando Pimentel

08 de Mai de 2015

Os produtores de grande porte do cerrado, estão na maioria, bastante alavancados em USD, portanto é comum ver produtores menores (não arrendatários) com fluxo de caixa mais saudável que os grandes financiados em USD e com elevado % de arrendamento.

Guilherme Vergueiro

07 de Mai de 2015

Dóris, mas e os produtores de commodities ligadas à exportação? Esses estão bem líquidos.

Deixe seu comentário

Ops, ocorreu um erro!
Olhe os campos que estão vazios ou inválidos:

Preview do seu comentário

Seu Nome

Data de Postagem

Este é seu Comentário..