fbpx
Agronegócio
Publicação em 28 de setembro de 2020

Gestão de estoque e compra para o produtor rural: como ter eficiência?

Você já parou para pensar como sua fazenda pode render mais com uma boa gestão de estoque e compras?

A falta de produtos, os erros no controle de insumos e a ocorrência de custos extras são problemas que podem ser evitados com a gestão de estoque na fazenda.

E claro, isso influencia diretamente na possibilidade de comprar produtos com os melhores preços possíveis.

Por isso, mais do que nunca chegou o momento em que a administração rural ganha ainda mais espaço.

Mas o que pode ser feito para ter um processo de compras eficiente que contribua ao máximo com sua operação? É o que vamos abordar no decorrer da sua leitura.

Gestão de estoque para o produtor rural: como ter eficiência?

A gestão de estoque na fazenda é um dos pontos essenciais para aumentar a rentabilidade da fazenda.

Afinal, os gastos com insumos representam os maiores custos durante a safra, ou seja, evitando o desperdício, você pode aumentar seus lucros.

Saber o quanto foi gasto com estes insumos, ou administrar o quanto de produto ainda tem no estoque são alguns dos processos que ajudam a manter a saúde financeira de uma propriedade.

Além disso, o manuseio e a conservação adequadas são pontos essenciais.

E ainda, não é preciso ter uma grande equipe de compras para adotar alguns procedimentos básicos que podem, e vão te ajudar a ter uma operação mais confiável com disponibilidade de materiais sempre que necessário. Confira as dicas:

1.Saiba escolher bem os seus fornecedores

O ideal é que o setor de compras comece avaliando uma rede de fornecedores que seja capaz de atendê-lo com produtos e serviços que ofereçam vantagens em:

  • Preço e valor;
  • Qualidade dos produtos oferecido;
  • Ter os produtos que sua propriedade precisa na hora certa;
  • Logística de carga e descarga.

Também devem ser analisados o cumprimento de prazos, condições comerciais e flexibilidade para demandas inesperadas por parte destes fornecedores. Procure ter uma relação transparente e amigável com eles.

Temos um artigo com dicas práticas para realizar a gestão de fornecedores e trazer resultados ainda mais positivos para o seu negócio, clique aqui para acessar.

2. Planeje as suas compras avaliando diversos critérios

Faça um planejamento de compras avaliando o histórico de consumo dos materiais, as projeções para a demanda de acordo com o planejamento da safra que será plantada e as condições de entrega oferecidas pelo fornecedor.

Avalie também as condições financeiras do negócio no momento de suas compras, principalmente analisando a relação entre moeda estrangeira e reais, e a possibilidade do Barter como forma de pagamento.

3. Faça o controle de estoque administrando sua demanda

Já em relação ao controle de estoques disponíveis em sua fazenda, é imprescindível que você verifique quais são os materiais que não podem faltar em seu almoxarifado.

Faça um levantamento dos materiais que podem impactar negativamente na produtividade de sua lavoura ou de seu maquinário caso venham a faltar.

Fique de olho para não ter estoques em excesso! Administre a demanda antes de administrar os estoques. Lembre-se que produto guardado desnecessariamente é dinheiro parado!

Além disso, sabemos o quanto pode ser inseguro manter um alto estoque de insumos dentro da propriedade.

Para administrar a demanda de materiais, é ideal que você adote mecanismos que possam auxiliá-lo na previsão da necessidade de compras. A gestão de PCM (Planejamento e Controle da Manutenção) é uma destas ferramentas voltadas para o maquinário que, se bem implementadas, o auxiliarão nesta tarefa.

4. Mantenha o inventário sempre atualizado

Parece óbvio, mas sem um inventário permanentemente atualizado não se consegue precisão na administração de estoque.

Procure relacionar todos os itens que você possui, levantando e anotando suas quantidades e valores. Isso o ajudará a saber quanto você tem de estoque disponível mesmo antes que cheguem novos produtos recém comprados.

O processo de inventário pode ser realizado em períodos de baixa de estoques, como durante a entressafra.

Crie um método eficiente para o controle de entradas e saídas de materiais em seu estoque, para que você mantenha a fidelidade das quantidades levantadas em inventário, bem como as movimentações a partir de novas compras.

O que podemos concluir sobre a gestão de estoque?

Enfim, são práticas que podem parecer complexas à primeira vista, mas que quando bem implementadas, se tornarão indispensáveis no dia a dia de sua fazenda.

Através destes processos, você terá informações precisas e tomará decisões assertivas com relação às suas compras!

Este conteúdo faz parte do #SiagriTalks, uma série de lives exclusivas para o agronegócio. Caso você tenha perdido a live em que fui o mediador, basta clicar aqui ou no link abaixo:

Lembre-se: uma boa gestão de estoque requer o registro de dados precisos, controle da entrada, saída e devoluções de mercadorias dentre outras informações que são imprescindíveis para realização de um planejamento eficaz para o campo.

Fausto Silveira

Fausto Silveira

Graduado em Administração de Empresas, especializado em Finanças e Controladoria. Atua a 4 anos no agronegócio, com foco em tecnologia e gestão para o produtor rural.