fbpx
26 de fevereiro de 2020

Gestão de fornecedores para lojas agropecuárias: como ter bons parceiros!

Mesmo que você não tenha sócios e a sua empresa seja de pequeno porte, é preciso construir parcerias para disputar em um mercado cada vez mais competitivo. Por isso, a gestão de fornecedores para lojas agrícolas se torna indispensável.

Era comum a relação entre um lojista e um fornecedor ser distante ou raramente acontecer.

Hoje, felizmente, essa ideia mudou!

Os fornecedores devem ser vistos como verdadeiros parceiros para o crescimento da sua empresa.

Por isso, separamos algumas dicas práticas para realizar a gestão de fornecedores e trazer resultados ainda mais positivos para o seu negócio!

“Como saber se já estou gerindo bem os meus fornecedores?”

Se essa pergunta passa por sua cabeça, trouxemos uma resposta simples.

A gestão de fornecedores na loja agropecuária nada mais é do que a organização das empresas que prestam serviço para o seu negócio e a coordenação de todas as compras que você faz.

Esse gerenciamento vai muito além do que apenas adquirir produtos para revender.

É preciso pesquisar por bons fornecedores, levantar orçamentos, e por fim, escolher os melhores parceiros que vão contribuir positivamente com o seu trabalho.

Se isso não acontece no seu negócio, você pode não estar gerindo bem os seus fornecedores.

Não seria exagero dizer que essas ações estão entre as mais importantes para sua empresa. Afinal, vender produtos de baixa qualidade ou ficar sem insumos na loja pode causar muitos prejuízos.

Vamos entender melhor sobre?

Por que é importante fazer a gestão de fornecedores para lojas agrícolas?

Além de conhecer o fornecedor e saber o preço que ele cobra pelos produtos, é preciso avaliar aspectos fundamentais, como qualidade dos itens, localização da empresa, condições de pagamento, cumprimento de prazos de entrega e possíveis diferenciais oferecidos.

Existem outros pontos importantes para ter atenção quando o assunto é a gestão de fornecedores, principalmente quando se trata de lojas agropecuárias de pequeno porte.

Por isso, separamos outros fatores que incentivam investir nesta estratégia. Confira:

Redução de custos

Um dos principais benefícios da gestão de fornecedores é a redução de custos na sua loja.

Isso acontece porque é na organização de seus parceiros comerciais que você tem a oportunidade de realizar pesquisas de mercado e conhecer as empresas que oferecem melhor custo-benefício para o seu negócio.

Assim, essa estratégia permite que você encontre preços mais baratos do que os que poderia pagar se não fizesse uma busca criteriosa como essa.

Além disso, a gestão de fornecedores para lojas agropecuárias possibilita um maior controle financeiro.

Afinal, quando se tem um levantamento das principais parcerias comerciais, fica mais fácil manter o planejamento das finanças em ordem e ter um controle maior do seu fluxo de caixa.

Aumento do valor agregado dos produtos

Como já comentamos, não é apenas o preço dos itens que importa na escolha de um fornecedor.

Sua decisão deve levar em conta toda a relação custo-benefício oferecida. Ou seja, avaliar a qualidade do produto é essencial para garantir o sucesso das vendas, aumentando o valor agregado a ele.

Quando você vende determinado item, o consumidor alia a sua loja àquele produto quando precisar de algo, principalmente em épocas de safra ou sazonalidades.

Dessa forma, mesmo que não seja de fabricação própria, a sua imagem está envolvida, colaborando para manter sua boa reputação no mercado, já que a garantia de qualidade já está ligada diretamente com o produto.

Facilidade na negociação de preços e prazos

A ideia da gestão de fornecedores não é mudar de fornecedor a cada mês ao encontrar um preço melhor, mas sim gerir bons relacionamentos para construir uma parceria verdadeira, com a qual os dois saiam ganhando!

Além do preço, do prazo e da qualidade, outros itens importantes também devem ser ponderados durante a seleção de fornecedores:

  • Custo total de aquisição: representam todos os custos que estão relacionados à compra do produto, caso do frete e dos encargos;
  • Qualidade total do fornecedor: você deve analisar não somente a qualidade do produto, mas tudo que englobará a negociação, principalmente em relação à logística, como: frequência, velocidade e consistência da entrega;
  • Localização do fornecedor: para alguns produtos, caso dos perecíveis, a localização do fornecedor ou do seu estoque é fator chave, somente assim será possível atender suas demandas rapidamente.

Sendo assim, o preço ofertado pelo fornecedor deve ser acessível e estar dentro da sua média. O prazo de entrega, por sua vez, deve cumprir as suas necessidades (e dos seus clientes) quanto à demanda pelos produtos.

Menor risco de problemas no estoque

O atendimento aos seus clientes depende diretamente do planejamento em relação à aquisição e armazenamento de produtos, e o seu fornecedor pode ajudar com isso.

Em alguns momentos, você pode se deparar com a necessidade de pedir um item com urgência ou adiar a compra de outro porque não vendeu como o esperado.

Ou até mesmo devolver ou substituir um produto que não esteja vendendo bem ou que não tenha agrado seus clientes.

É nesse momento que um fornecedor parceiro faz toda a diferença!

E ainda se precisar fazer um pedido de última hora e o seu parceiro habitual não puder atender você, é com a pesquisa de empresas que você fez anteriormente que será possível fazer a entrega a tempo.

Bônus: não esqueça de avaliar os riscos da má gestão de fornecedores

Qualquer relação de negócios oferece riscos. Uma vez que o seu fornecedor oferece insumos indispensáveis para as suas operações agropecuárias, é importante que você levante possíveis problemas e necessidades urgentes que talvez não possam ser atendidas de imediato.

Por isso, fazer uma análise de riscos dos seus fornecedores é extremamente importante para a saúde financeira do seu negócio.

Podemos utilizar o exemplo anterior, onde o fornecedor não tenha condições para entregar o que você necessita. Por isso, sempre tenha planos de contingência, ou seja, saiba como contornar a situação.

Por exemplo, o fornecimento pode ser feito em remessas, evitando que as operações parem por completo ou que os concorrentes tenham mais condições de suprir essa carência.

Tudo isso será descoberto ao realizar a gestão de fornecedores. Lembre-se que uma relação de parceria saudável contribui para o sucesso de ambos, mas isso parte de um bom planejamento, de processos bem definidos e das ferramentas certas!

Marcos Souza

Marcos Souza
Coordenador da Consultoria AgroScore no Grupo. Há mais de 8 anos no Agronegócio, estruturo processos de Distribuidores de Insumos, Lojas Agropecuárias, Armazéns e Originação de Grãos.
Ver todos

Precisa de soluções para o agronegócio?

Solicite-nos um contato e fale com um de nossos consultores comerciais

Agende uma visita