fbpx
Agronegócio
Publicação em 13 de setembro de 2021

Tipos de solo no Brasil: conheça as características dos principais

Todo produtor rural sabe da importância do solo em seu trabalho, pois é nele que as plantas adquirem os nutrientes necessários para se estabelecerem e desenvolverem. Por esta razão, é imprescindível o conhecimento das condições de cada solo, região e clima, se atentando para as características dos tipos de solo do Brasil.

No Brasil os tipos mais comuns de solo são alissolos, argisolos, cambissolos, chernossolos, espodossolos, gleissolos, latossolos, luvissolos, neossolos, nitossolos, organossolos, planossolos, plintissolos e vertissolos. Entretanto, os solos são submetidos a perdas, translocação e transformações que corroboram para a formação dos seus diferentes tipos.

Sendo assim, a composição destes solos é diversificada e orientada por muitos fatores edafoclimáticos que variam conforma a região.

Mas você conhece as características de cada um desses tipos? Pensando nisso, elaboramos este artigo com tudo que o produtor rural precisa saber sobre os solos brasileiros.

O que é solo?

A definição técnica de solo é “Uma coleção de corpos naturais, constituídos por partes sólidas, líquidas e gasosas, tridimensionais, dinâmicos, formados por materiais minerais e orgânicos”(SANTOS et al., 2013).

Essa massa é formada pela decomposição de rochas (material de origem) a partir de processos de intemperismo, que ocorrem ao longo do tempo, sob a influência de fatores climáticos, relevo e ações de organismos.

No solo podemos encontrar diferentes elementos, os principais são areia, responsável pela sensação de aspereza do solo; o silte, partícula que dá ao solo a sedosidade; e a argila, composta por minerais secundários como ilita, montmorillonita e caulinita).

Tipos de solo no Brasil

Os tipos de solo no Brasil são bastante variados, pois dependem de fatores de formação como clima, material de origem, relevo, organismos presentes e o tempo. Dentro do nosso território, podemos encontrar os seguintes tipos:

Argissolos

Onde são encontrados: representam cerca de 24% da superfície terrestre do Brasil, podendo ser encontrados em todas as regiões do país.

Principais características: possuem mais camadas argilosas nas camadas subsuperficiais em relação aos superficiais, suas cores variam de avermelhada a cinzenta.

Cambissolos

Onde são encontrados: são encontrados em cerca de 2,5% do solo brasileiro, também estão em todas as regiões do país.

Principais características: possuem poucas variações entre suas camadas em cor e estrutura, por serem solos que estão em fase inicial de desenvolvimento.

Chernossolos

Onde são encontrados: ocupam apenas 0,5% do território brasileiro, ocorrendo principalmente no Sul e no Nordeste e em pequenos pontos do Centro-Oeste.

Principais características: extremamente férteis, possuem a camada superior bastante escura com boa agregação de argila.

Espodossolos

Onde são encontrados: estão presentes na costa brasileira e no oeste da Amazônia, ocupando apenas 2% do território do país.

Principais características: são solos ácidos e pobres por conterem muita matéria orgânica e alumínio e serem arenosos.

Gleissolos

Onde são encontrados: estão geralmente próximos a cursos d’água, ocupando 4% do território brasileiro estando presentes no Norte, Nordeste, Sudeste e Sul do País.

Principais características: possuem cores acinzentadas podendo apresentar mosqueados (manchas) devido à oxidação.

Latossolos

Onde são encontrados: são os mais encontrados em território brasileiro, representando 39% da área total do país e podendo ser encontrados em todas as regiões.

Principais características: as cores variam entre avermelhadas ou amareladas, apresentam textura argilosa e podem ter estrutura de grãos.

Luvissolos

Onde são encontrados: Muito comuns no Nordeste brasileiro, representam 3% do território nacional.

Principais características: são solos rasos de coloração avermelhada ou amarelada, possuem bastante argila em camadas subsuperficiais.

Neossolos

Onde são encontrados: representam 15% do território brasileiro.

Principais características: por serem solos jovens apresentam muito material mineral e orgânico.

Nitossolos

Onde são encontrados: encontrados nas regiões Sul e Sudeste representam apenas 1,5% do território nacional.

Principais características: são profundos com texturas argilosas e coloração avermelhada.

Organossolos

Onde são encontrados: não possuem áreas representativas de ocorrências no país, por serem pequenas manchas dispersas.

Principais características: são formados por materiais orgânicos em diferentes graus de composição, apresentam coloração escura e teores elevados de carbono por conta disso.

Planossolos

Onde são encontrados: Rio Grande do Sul, Nordeste e Pantanal, representando 2% do território brasileiro.

Principais características: têm grande quantidade de argila em sua subsuperfície, são duros e secos e possuem baixa permeabilidade.

Plintossolos

Onde são encontrados: muito comuns na região amazônica, podem ser encontrados em toda a região Norte além de alguns pontos do Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste do país. Representam 6% da área total do Brasil.

Principais características: possuem uma condição destacável da matriz do solo, denominada plintita. O que faz com que os solos desse tipo sejam cinzentos, avermelhados e amarelados.

Vertissolos

Onde são encontrados: predominantes da região de seca do Nordeste brasileiro, do Pantanal Mato-grossense, da Campanha Gaúcha e do Recôncavo Baiano, representam 2% do território brasileiro. Os Vertissolos ocorrem nas baixadas planas ou na parte inferior das encostas quase planas das regiões Nordeste e Sul do Brasil.

Principais características: possuem altos teores de argila, em períodos secos possuem formações de fendas profundas. Apesar de secos são ricos em cálcio, magnésio e rochas básicas.

Conclusão

Neste texto, falamos sobre os tipos de solos encontrados no território brasileiro: suas características e incidências. O cuidado com o solo é essencial em fazendas de grãos, já que sua conservação ele é um fator determinante para o bom desenvolvimento das plantas de qualquer lavoura.

Leia também nosso texto sobre calagem, para aprender sobre uma técnica muito conhecida de preparo do solo para uma nova safra.

REFERÊNCIAS

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos.

Hérica André da Silva

Hérica André da Silva

Engenheira agrônoma e mestre em Agronomia pela Universidade Federal de Goiás. Especialista em receituário agronômico, atuando na estruturação de oferta do software AgriQ para os setores agrícolas focados na comercialização de produtos agrotóxicos.