Como montar uma revenda agrícola em 6 passos?

Compartilhe

O setor do agronegócio movimentou mais de R$ 391,8 bilhões na área de lavouras e de R$ 186,3 bilhões em pecuária. Que tal investir nesta área e montar sua revenda agrícola?

A comercialização de produtos e o fornecimento de serviços para o produtor acompanha a expansão e gera oportunidades para um negócio rentável.

Uma revenda agrícola está inserida em um mercado de constante evolução, onde o cenário positivo impulsiona a abertura de novas empresas e negócios.

Mas como começar a investir nesse setor? O que avaliar? Quais os cuidados? Como atrair clientes?

Continue acompanhando o conteúdo e confira todas as nossas dicas!

Por que montar uma revenda agrícola?

Dados de um estudo sobre tendências de mercado mostram que houve aumento de receita de 5,8% no mercado de agroquímicos no ano passado. Em volume, a quantidade de defensivos aplicados no Brasil cresceu 6,6% na comparação de 2019 com o ano anterior, somando 975,1 mil toneladas.

Ou seja, quanto mais o produtor colher de grãos nas safras, mais a revenda irá ajudá-lo com os produtos comercializados.

Sendo assim, do ponto de vista legal, abrir uma revenda de produtos agropecuários tem os mesmos procedimentos de abertura de uma empresa urbana, ainda que o público-alvo seja quase que apenas rural com a venda de defensivos e insumos agrícolas.

Já do ponto de vista do empreendedor, o Sebrae divide o agronegócio brasileiro em três partes: os negócios pré-porteira, dentro da porteira e pós-porteira. As revendas agrícolas, ou lojas agropecuárias, encaixam-se na categoria pré-porteira:

  • Pré-porteira é como são chamadas as negociações com indústrias e comércios fornecedores de insumos que viabilizam a produção agrícola;
  • São denominados dentro da porteira os negócios agropecuários que envolvem serviços na propriedade. (Ex.: consultorias).
  • Pós-porteira é o nome usado para compra, transporte, beneficiamento da produção agrícola e venda para o consumidor final.

Assim, o passo inicial é definir a abrangência do seu negócio. E ainda seguir todo um passo a passo no que se refere a estrutura, mercadoria, armazenamento, colaboradores, vendas e muito mais.

Como montar uma revenda agrícola em 6 passos?

Mesmo com a crescente na economia brasileira, montar uma revenda de insumos requer atenção em pontos relevantes.

Sendo assim, o primeiro passo para começar o seu negócio é planejando todas as decisões, estratégias, gerenciamento de vendas e até mesmo ações futura:

1.Monte seu planejamento de negócios

Aqui, tudo o que será feito merece a atenção. É preciso tentar reduzir ao máximo os riscos, as incertezas e possíveis problemas futuros.

Para isso, crie um plano de negócios, que nada mais é do que um documento de planejamento que irá descrever seu negócio, os objetivos dele e os passos que devem ser dados para alcançá-los. Nele, é possível demonstrar a viabilidade do seu empreendimento sob diversos pontos de vista – estratégico, mercadológico, operacional e financeiro, por exemplo.

Esse documento deve ser realizado a partir de pesquisa e análise de mercado, com informações e dados reais que irão te auxiliar no momento da criação do empreendimento.

No planejamento, também é indispensável entender seu potencial de mercado, que nada mais é o quanto um determinado negócio é capaz de produzir/vender dentro de um período de tempo estabelecido.

Para isso, considere características do público atendido e da sua região para identificar as variáveis.

2. Escolha o melhor local para montar sua revenda agrícola

Ao abrir uma revenda, é preciso procurar pelo lugar certo: onde seu cliente ideal está.

Você sabia que 8% das empresas brasileiras fecham nos primeiros 4 anos de funcionamento, devido à má escolha do local de instalação? A pesquisa do SEBRAE mostra que é preciso de um local estratégico, seguindo alguns princípios importantes.

Em resumo, as revendas agrícolas ficam localizadas em vias mais afastadas do centro das cidades, com facilidade de acesso para receber, armazenar e escoar os produtos. É importante que sua localização seja próxima a rodovias e vias rápidas.

Ao escolher o local mais adequado, leve em consideração:

  • Disponibilidade de espaço para armazenagem de produtos;
  • Facilidade de carregamento e expedição dos insumos;
  • Melhor acesso para clientes e funcionários;
  • Facilidade de estacionamento;
  • Disponibilidade dos serviços de água, luz, telefone e internet;
  • Influência da concorrência na região.

Também leve em consideração o espaço físico, onde é importante ter um pátio amplo e uma estrutura para estacionamento, isso não apenas para os clientes, que poderão chegar de caminhão ou caminhonetes, mas também para os fornecedores, que devem ter acesso a uma logística de entrega que não interrompa o trânsito da rua e nem atrapalhe a entrada.

3. Escolha bem seus produtos e realize a gestão do estoque

Ao montar sua revenda agrícola, é preciso definir o mix de produtos e seus respectivos valores que atenderão a clientela, de acordo com suas necessidades.

Sabemos que, de acordo com a região da sua revenda e a época do ano, alguns produtos podem ter mais saída do que outros. Por isso, fizemos uma lista de alguns produtos que não podem faltar. São eles:

  • Sementes: conheça o que se planta na sua região e em qual época do ano, assim fica mais fácil compreender quanto tempo antes o produtor buscará tal produto, para que a loja não corra o risco de ficar sem ele no estoque;
  • Inseticidas, herbicidas e fungicidas: ocorrências de fungos e pragas são comuns nas plantações, por isso, invista em conhecimento sobre o assunto para seu time comercial;
  • Adubos e fertilizantes: por existirem diferentes tipos de adubos disponíveis, é interessante que os vendedores saibam as qualidades de cada um e para qual cultura é indicado;
  • Defensivos agrícolas: No Brasil, a venda de agrotóxicos só pode ser feita com receita. É uma exigência legal, estabelecida pela Lei Federal nº 7.802/89, e a receita deve ser expedida por engenheiros agrônomos a partir do receituário agronômico.
  • Medicamentos veterinários: se a sua ideia é atender também pecuaristas, medicamentos veterinários não podem ficar de fora do estoque.

Tendo o mix de produtos bem definido, é preciso um lugar adequado para armazenar os produtos, que servirá como um depósito. É importante que ele seja coberto, seguro e arejado.

Um bom controle de estoque preza pela liberação das mercadorias por ordem de compra. Isso serve tanto para evitar problemas de obsolescência e perda da validade quanto para diminuir as falhas no controle das receitas.

4. Invista em colaboradores capacitados

Assim como em todos os negócios, ter uma equipe preparada pode fazer diferença no momento de fidelizar os novos clientes da sua revenda agrícola.

A equipe de uma pequena revenda pode ser composta pelo proprietário, técnico agrícola ou engenheiro agronômico e o auxiliar administrativo.

Mas lembre-se que a capacitação dos profissionais de uma revenda é essencial para manter ou adquirir as competências necessárias para um excelente atendimento aos clientes e representatividade das empresas.

5. Conheça as normas e obrigações legais

Ao montar sua revenda agrícola, também é preciso se atentar às normas técnicas do setor, em relação à armazenagem, comercialização, emissão da receita agronômica, manuseio e descarte dos produtos.

O contador, profissional legalmente habilitado para elaborar os atos constitutivos da empresa e conhecedor da legislação tributária, poderá auxiliar o empreendedor neste processo.

Recomendamos que você pesquise as regras de proteção ao consumidor, estabelecidas pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC) e as leis que concedem as Micro e Pequenas empresas.

6. Planeje um processo de vendas efetivo

O processo produtivo de uma revenda abrange todos os esforços necessários para pré-venda, fechamento do negócio e pós-venda. Ou seja, contempla um processo de vendas personalizado para o público atendido.

E para quem está começando, indicamos que dividida esse processo em 3 fases:

  • 1: comece a realizar atividades de apoio, como o planejamento, criação de portfólio, prospecção de clientes e concessão de crédito;
  • 2: nesta etapa, é fundamental criar vínculo, para que as conversas futuras sejam produtivas;
  • 3: a última etapa contempla todo o processo de pós-venda e assistência técnica ao cliente.

Mas não se preocupe, todas as fases, bem como as dicas acima, você encontra em um material gratuito completo que preparamos para os gestores de revendas agrícolas:

Tecnologia para a gestão da revenda agrícola

A gestão de uma revenda de insumos demanda a superação de vários desafios, especialmente em relação ao desenvolvimento de uma boa carteira de clientes.

Foi-se o tempo em que as decisões eram baseadas apenas no histórico ou na intuição. Aqueles que estão no comando do negócio precisam atuar de forma estratégica e desvincular-se de tarefas operacionais.

Atualmente, o Grupo Siagri fornece tecnologia para mais de 30% dos distribuidores de insumos agrícolas. Com o ERP AgriBusiness é possível ter o controle do seu negócio com mais precisão, facilitando o monitoramento dos principais processos.

Realizar a gestão da revenda agrícola é um processo diário, mas que pode ser melhorado, unificado e agilizado a partir de ferramentas e sistemas especializados.

Agora que você já conheceu um passo a passo sobre como montar uma revenda agrícola, é o momento de seguir as dicas e colocar as ações em prática. Boa sorte!

Publicado por:
Coordenador de Consultoria em Gestão com mais de 10 anos de experiência no agronegócio. Especialista em Liderança e Gestão Empresarial e Processos Gerenciais e Administração de Empresas.