Cooperativas agrícolas: quais as vantagens para os produtores rurais?

Compartilhe

As cooperativas agrícolas são organizações formadas por indivíduos que fazem um trabalho em comum. Ao se unirem, eles buscam melhores negociações nos valores de mercado de seus produtos, assim todos lucram.

No caso dos produtores rurais, a união também é feita para que em grupo eles consigam atender as demandas do mercado, negociar melhores valores de insumos agrícolas e facilitar o escoamento da produção.

Objetivos de uma cooperativa agrícola

As cooperativas atuam de forma diferente as empresas, mesmo que as duas visem o lucro. A sociedade entre produtores acontece principalmente porque assim eles ganham melhores condições de trabalho.

Se eles necessitam fazer um investimento, por exemplo, ao repartir entre todos os membros da cooperativa ele sai mais barato. Os cooperados têm como propósito alcançar um maior poder de negociação e expandir sua atividade no mercado.

As cooperativas agrícolas funcionam por intermédio da lei n° 5.764/1971, não existem lideranças dentro dessas organizações, portanto, todas as decisões são tomadas de maneira democrática a partir de assembleias e votações.

Benefícios de ser um cooperado

Dentre os benefícios para produtores rurais que participam de uma cooperativa agrícola estão:

Direitos garantidos

As cooperativas são entidades registradas, por conta disso os trabalhadores rurais que são cooperados têm direto ao pagamento de INSS, décimo terceiro salário e acesso à serviços de saúde e educação.

Prestação de serviço

Dentro de uma cooperativa agrícola, o produtor tem acesso a alguns tipos de serviços, como o beneficiamento de sementes.

Assistência ao produtor

Nas cooperativas ainda é possível encontrar vários técnicos que podem auxiliar nas necessidades da fazenda, como agrônomos e especialistas na manutenção de máquinas agrícolas.

Escoamento da produção

Essa é uma grande vantagem das cooperativas, já que no Brasil o escoamento da safra é a etapa que mais possui perdas de produtos. Ao vender sua produção para a cooperativa, o produtor não precisa se preocupar com transporte, armazenagem e entrega dos grãos ou sementes.

Insumos mais baratos

Ao realizar compras por meio de cooperativas agrícolas, os insumos saem em um valor mais baixo do que seriam se o produtor rural optasse por comprar sozinho.

Riscos para o produtor rural

Mesmo com diversas vantagens ao entrar em uma cooperativa, o produtor rural assume alguns riscos. Se o negócio fechado em conjunto tiver perdas dos lucros, todos os membros da organização sentem no bolso.

Além disso, existem cobranças de taxas administrativas relacionadas a serviços de armazenagem e beneficiamento. Entretanto, se comparado ao valor que seria gasto pelo produtor rural sozinho, a vantagem ainda é maior do que o custo com as cobranças.

No caso do armazenamento de grãos existe ainda o risco da contaminação, já que grãos de diversos cultivares são colocados em locais próximos uns dos outros.

Conclusão

Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o cooperativismo agropecuário é responsável por quase 50% do PIB agrícola do país. No Brasil, existem mais de mil cooperativas agrícolas de produtores rurais, a maioria delas especializada em um tipo de produto.

A depender da região, o produtor pode escolher de qual cooperativa participar e para isso precisa se informar bem das vantagens e desvantagens de cada uma. Porém, como vimos neste texto as vantagens de se tornar membro de uma cooperativa são muitas.

Para mais conteúdos como esse, acesse a página do Blog Siagri voltada para os produtores agrícolas.

Publicado por:
Arquiteto de soluções na Siagri com mais de 9 anos de experiência no agronegócio. Especialista em Ciências Contábeis e Sistemas ERPs.