Desvio de carga no Armazém de grãos: como evitar?

Compartilhe

Basta fazer uma pequena pesquisa para se certificar que muitas vezes acontece o desvio de carga no Armazém no fim de safra. Por exemplo, em abril de 2021, somente em uma semana, foram registrados três crimes desse tipo.

Para além dos roubos que acontecem nas estradas, o desvio de carga pode acontecer dentro do seu próprio Armazém, gerando prejuízos que somente serão descobertos ao final do balanço financeiro.

Então, como evitar os desvios de mercadoria e proteger os grãos?

Primeiramente, vamos entender como os desvios podem acontecer e quais situações podem estar sendo ignoradas pelo gestor.

Como acontece o desvio de carga no Armazém?

O desvio de cargas já é, infelizmente, comum em distribuidoras, armazéns e transportadoras.

Assim, o melhor caminho é analisar quais são os riscos e a melhor maneira de gerenciá-los de forma efetiva, buscando eliminar por completo esse tipo de situação.

As fraudes podem ocorrer em pontos isolados ou correlacionados da sua operação. Como ao carregar e:

  • Não descarregar no destino;
  • Simular um assalto, desviando o veículo e carga;
  • Não fazer nenhum lançamento nos controles, os caminhões;
  • Não respeitar o horário comercial.

4 dicas para evitar que o desvio de carga aconteça

Sabemos que a capacidade de recebimento dos armazéns, diretamente ligada a gestão das cargas, deve ser organizada de acordo com seu fluxo.

Por isso, é muito comum utilizar planilhas impressas para controlar alguns processos, como a entrada e saída dos caminhões, cadastro do motorista, do veículo, dados sobre pesagem e muitos outros.

Entretanto, mesmo que esta listagem seja organizada, podem ocorrer falhas e problemas devido à inclusão de informações de forma manual

E a melhor maneira de evitar com que isso aconteça é estruturar o processo de maneira automatizada, com maior controle e segurança, centralizando as operações administrativas. Por isso, selecionamos algumas dicas:

1.Controle e facilite o fluxo de entrada e saída

No Armazém, é preciso facilitar o fluxo de entrada e saída dos caminhões com uma portaria específica para cada um, contribuindo para reduzir o tempo de espera de descarga dos grãos e o desvio de carga.

Isso porque, ao ter controle da entrada dos caminhões, é possível realizar o cadastro do motorista e do veículo que participam de processos de recepção e expedição com os dados necessários, como:

  • Placa;
  • Classificação e dados do veículo;
  • Identificação da transportadora;
  • Cidade e estado
  • Tara (gr)
  • Lotação (gr);
  • Dimensões do veículo;
  • Identificação do motorista;
  • Captura de imagem na entrada e saída do veículo com dia e hora;
  • E mais uma série de dados.

Não é somente uma forma de monitoramento de dados e dos motoristas, mas uma ferramenta de segurança para seu Armazém!

2.Realize a gestão de contrato de frete

Por ser uma etapa logística fundamental e que abrange as extremidades da cadeia de produção — fornecedor e cliente —, é essencial que o Armazém consiga executar um frete eficiente, seguro e, claro, rentável.

Para isso, ter uma gestão de contrato de fretes é indispensável.

Essa gestão deve reunir, de forma organizada, o máximo de informações relevantes, tanto para o Armazém, quanto para o cliente. São elas:

  • Obrigações da prestadora;
  • Carga e descarga;
  • Seguro;
  • Preço e condições de pagamento;
  • Reajustes;
  • Vigência do contrato;
  • Condições gerais;
  • E outras informações pertinentes.

Mas como isso ajudará a evitar o desvio de carga no Armazém?

É simples!

Tendo todos esses dados em mãos, você ganha segurança e garantias. Isso significa que o serviço é executado da maneira prevista.

Além disso, a gestão de contrato de fretes traz outros benefícios para o Armazém, como a melhoria nas relações comerciais, aumento da vantagem competitiva, precisão no controle de datas, aumento da produtividade e da eficácia operacional.

3.Faça a gestão de contrato de grãos

Realizar a gestão de contrato de grãos ajuda a aumentar a produtividade, ter controle sobre a infraestrutura e logística do Armazém, além de evitar que o desvio de cargas aconteça.

Isso porque é possível controlar os grãos que entraram e saíram da sua unidade, oferecendo uma visão completa do estoque antes e durante as negociações.

Para isso, crie contratos de Armazenagem de Grãos, definindo os preços dos serviços e as tabelas de quebras que serão aplicadas.

Assim você controla os saldos e toda movimentação de entrada e saída de forma segura e prática.

4.Automatize a pesagem dos grãos

O processo de entrega da produção no Armazém pode ser automatizado por meio de componentes tecnológicos interligados e geridos por um sistema inteligente, dessa forma a pesagem irá ocorrer de forma automática.

Esse tipo de tecnologia utiliza de sensores de leitura de cartões magnéticos, cancelas automáticas, sensores de posicionamento e displays eletrônicos muito semelhantes aos vistos em shopping centers.

Assim, nem um grama a mais ou a menos será enviado. É uma segurança de que não haverá prejuízos financeiros ou desvio de grãos.

E como fazer isso?

Seu Armazém pode contar com um sistema completo de gestão que ajuda a melhorar e automatizar as ações citadas acima, além de:

  • Realizar a pesagem automatizada dos grãos;
  • Fornecer a Carta de autorização de carga
  • Realizar o Acobertamento fiscal, emitindo a NF do grão que está sendo transportado;
  • Fazer a emissão de romaneios de pesagem integrado com balança;
  • E muito mais!

Conheça o ERP AgriBusiness, software completo para Armazéns, e gerencie os processos de armazenagem com agilidade e segurança, evitando o desvio de carga.

Solicite uma demonstração agora mesmo!

Eliminar o desvio de carga no Armazém ajuda a diminuir prejuízos financeiros e fiscais, além de reduzir riscos para seus processos. Por isso, ter um fornecedor tecnológico confiável, que ofereça transparência e agilidade é sua melhor opção. Conte com o Grupo Siagri, conheça nossas soluções para Armazém de Grãos.

Publicado por:
Coordenador de Consultoria em Gestão com mais de 10 anos de experiência no agronegócio. Especialista em Liderança e Gestão Empresarial e Processos Gerenciais e Administração de Empresas.