Gestão de compras agrícolas: como realizar na agropecuária?

Compartilhe

Realizar a gestão de compras agrícolas na agropecuária é uma tarefa que pode parecer simples, mas como envolve processos importantes, é preciso dedicar atenção a alguns pontos.

Realizando essa gestão, é possível garantir os produtos necessários para o seu estoque funcionar corretamente sem correr o risco de prejudicar seu caixa ou até mesmo o relacionamento com os clientes.

Imagine oferecer um produto a um cliente que entra na sua loja para logo depois informá-lo de que não há mais no estoque? É uma situação constrangedora. Além de perder aquela venda, corre-se o risco de perder o cliente de vez.

Por isso, reunimos 5 dicas para realizar a gestão de compras agrícolas na sua agropecuária e evitar esse tipo de situação.

Realizando a gestão de compras agrícolas em 5 passos

Quando falamos sobre as compras feitas em uma agropecuária, não devemos ter atenção apenas ao fato de que elas interferem nos custos do negócio.

É preciso entender que se trata de um processo estratégico para a loja, que pode impulsionar seus resultados e ajudar a conquistar mais clientes ou acabar em prejuízo.

A gestão nessa área garante, entre outros fatores, que as necessidades sejam supridas com a reposição das mercadorias que estão se esgotando.

1.Comece sempre pelo planejamento de compra

Ao contrário do que muitos pensam, planejar não significa somente colocar as informações no papel. Essa atividade exige muita mão na massa, especialmente quando falamos em compras, pois é preciso realizar uma análise para prever o que é essencial ao negócio.

Saber quais são os produtos de maior saída por período, bem como segmentar e analisar os hábitos de compras de seus clientes é essencial para um bom planejamento.

Outro passo importante para o dono do negócio é estruturar um processo de compras. Isso não significa que você precisa ter uma equipe, ou mesmo um profissional, somente para fazer isso.

Assim, o que queremos dizer é que as informações referentes às compras precisam estar organizadas em um só lugar, de modo que possam ser consultadas e analisadas com agilidade e segurança sempre que necessário.

É importante definir regras como alçadas de aprovação, controle de cotações e outros registros, visando garantir a segurança no processo.

2. Mantenha um bom relacionamento com os fornecedores

Preço, prazo e condições de pagamento: essa tríade é primordial quando falamos sobre as compras e precisa ser sempre negociada para o bem das finanças e das operações da loja.

Para isso, ter um bom relacionamento com os fornecedores é essencial, pois possibilita que eles conheçam o perfil e as necessidades do seu negócio e cooperem para ajudá-lo.

Se o representante tem um ótimo preço para a compra de mil sacos de ração, mas no seu estoque só cabem 500, ele pode tentar oferecer o mesmo valor para a entrega em duas vezes, por exemplo.

Esse tipo de negociação só é possível quando existe uma boa parceria com os fornecedores, o que traz benefícios para as duas partes.

3. Defina um mix de produtos estratégico

É claro que oferecer uma grande variedade de produtos é importante para atender às necessidades do cliente, mas é preciso ter cuidado para não exagerar.

O mix deve ser pensado para produtores rurais e pecuaristas da sua região de atuação, de acordo com suas demandas e necessidades. Ir além disso, pode deixar o estoque cheio, ocupando espaço de outros produtos que podem ter maior saída.

Por isso, aconselhamos analisar a demanda de cada produto. Afinal, uma loja agropecuária tem produtos que são vendidos mais rapidamente enquanto outros podem passar dias, semanas ou até meses no depósito.

Ter dez volumes de um produto, por exemplo, nem sempre significa que você precisa fazer um pedido urgente ao fornecedor. Se for um produto de baixa saída, esse estoque ainda pode durar um tempo considerável, sempre de acordo com a época do ano e a sazonalidade.

Por exemplo, é possível dar bons descontos no preço de produto com baixa saída ou preparar campanhas de “vendas cruzadas”, diminuindo o valor desse produto na compra de outros.

4. Tenha um controle de estoque eficiente

Com as compras feitas, é importante mantê-las bem organizadas no estoque, além de contar com a tecnologia para que a entrada e a baixa de produtos sejam automáticas, facilitando o controle do que chega e do que sai da loja.

Isso facilita tanto as compras quanto as vendas, pois é possível verificar em tempo real se é necessário comprar algum item e se ele está disponível no estabelecimento.

No estoque, é indispensável armazenar as mercadorias conforme a sua data de validade, evitando o prejuízo com a deterioração.

Assim, o que chega primeiro, sai primeiro, garantindo a qualidade dos produtos. Itens que precisam de acondicionamento especial, como fertilizantes e medicamentos, devem ser armazenados nas condições indicadas pelos fabricantes para se manterem conservados.

Conteúdo sugerido: Gestão de estoque na loja agropecuária

5. Use um sistema de gestão para fazer o controle de compras

Vimos a necessidade de estabelecer vários processos e controlar informações ao longo das nossas dicas para dominar a gestão de compras agrícolas. E a melhor forma de fazer isso é usar a tecnologia disponível no mercado.

Normalmente, esse tipo de solução consegue integrar as informações das vendas e do estoque, facilitando a tomada de decisão sobre as compras.

Se a sua intenção é melhorar a gestão do ciclo de compras da sua empresa, focando na redução de custos e, consequentemente, no aumento da lucratividade, é importante ficar atento a algumas funcionalidades desses sistemas de gestão específico para a agropecuária.

Entre elas, podemos destacar:

  • Controle dos pedidos de compras;
  • Emissão de notas ficais;
  • Gestão de carteira de pedidos de compra;
  • Controle de estoque por lotes de validade;
  • Gestão de custos de aquisição de produtos para comercialização;
  • Registro CT-e;
  • Gestão de inventário;
  • Movimentações de produtos;
  • E muito mais!

A automação de tarefas é uma tendência nos últimos anos e tem ajudado a economizar muito tempo, que pode ser dedicado a outras atividades.

No caso da gestão de compras na loja agropecuária, o software especializado ajuda na organização dos processos, desde o controle dos pedidos, até a movimentação do caixa.

Além disso, fornece indicadores importantes para alinhar a gestão de compras e estoque.

Você precisa de soluções tecnológicas de qualidade para melhorar a gestão de compras agrícolas para a sua loja agropecuária? Clique aqui e conheça o que o Grupo Siagri pode oferecer!

Publicado por:
Coordenador de Consultoria em Gestão com mais de 10 anos de experiência no agronegócio. Especialista em Liderança e Gestão Empresarial e Processos Gerenciais e Administração de Empresas.