Como fazer a gestão de estoque na revenda agrícola em 6 passos

Compartilhe

A gestão de estoque na revenda de insumos agrícolas está entre as maiores prioridades do distribuidor de insumos para os próximos 5 anos de acordo com uma pesquisa realizada pela Andav em 2019.

Ocupando o 6º lugar no ranking, o controle de estoque, juntamente com a gestão logística, consiste no controle de movimentações de entrada e saída de insumos, com a entrega ao cliente nas quantidades e prazos corretos.

Quanto maior o investimento na compra dos produtos, maior será a responsabilidade dos gestores na empresa, portanto é preciso trabalhar com o estoque de forma correta, para responder prontamente à demanda.

Existem diversas maneiras de gerenciar o estoque da revenda de insumos agrícolas, mas um controle objetivo e transparente deve ser sua prioridade. Continue e siga o passo a passo.

Como fazer a gestão de estoque da revenda agrícola em 6 passos

Sabemos que a atividade de revenda exige uma administração eficiente sobre insumos, sementes, produtos para manutenção de equipamentos, além da parte mais importante que diz respeito às vendas defensivos e o crescimento da produção de grãos.

Sem uma gestão correta, o distribuidor agrícola pode se deparar com um cenário de desperdício ou mesmo da falta do produto, acarretando no aumento dos custos operacionais. Para que isso não ocorra, é preciso fazer um acompanhamento efetivo ao decorrer do processo.

Sabemos que compra é realizada sobre demanda, por isso a principal forma de economizar é gerenciar bem o estoque atual, evitar perdas e antecipar pagamentos para conseguir descontos o distribuidor.

1.Registre produtos, fornecedores e revendedores

Cadastrando todos os seus produtos no estoque, sua gestão neste processo fica muito mais organizada e fácil. É importante fazer a atualização da contagem de estoque a cada nova entrada ou saída de produto.

Fazendo isso, você saberá exatamente quando há falta ou excesso de produtos, e terá a noção precisa do momento certo para realizar novas compras com seus fornecedores, ou então o momento para fazer a liquidação de possíveis produtos em excesso.

Além dos produtos, você pode ter um controle das seguintes informações que ajudarão na gestão de estoque para revenda:

  • Produtos com estoque mínimo e máximo;
  • Preços;
  • Data de entrada e saída;
  • Fornecedores.

Lembre-se de definir um procedimento de cadastro para que todos os itens sejam registrados da mesma maneira e você tenha como controlar o estoque mais facilmente.

2. Conheça os produtos de maior saída

De acordo com a região e clientela, você saberá quais são os produtos que possuem maior saída e que, consequentemente, possuem um giro de estoque maior. Certo?

Sabendo exatamente quais insumos agrícolas são esses, você consegue dimensionar a quantidade necessária de mercadorias a ser adquirida para atender à demanda dos produtores rurais.

Já os itens de menor saída, possuem um tempo de giro menor, mas não devem fugir do seu controle também.

E aqui enfatizamos a necessidade de um histórico de compra organizado e alimentado todos os dias, seja por região, cultura, filiais ou período.

3. Mantenha apenas a quantidade certa de insumos em estoque

Manter um estoque com excessos pode gerar percas de insumos por validade ou até mesmo degradação. Porém, não ter o produto em estoque, faz com que você perca vendas importantes.

E agora?

O ideal, quando falamos em gestão de estoque para revenda, é manter a quantidade certas de insumos para a venda.

Sendo assim, avalie periodicamente a quantidade de insumos que saem mensalmente, e mantenha um estoque enxuto, que seja apenas suficiente para atender à demanda até que o seu novo pedido chegue.

4. Negocie o abastecimento com fornecedores

O fornecedor não deve ser escolhido apenas pelos preços de vendas, mas também pela qualidade dos produtos e serviços oferecidos, pelos prazos de entrega, pelas condições de pagamento, pelo relacionamento, entre outros diversos fatores.

Uma maneira de manter o seu estoque organizado e com alto giro é negociar entregas mais frequentes, reduzindo o espaço tomado pelo estoque e garantindo produtos com bons prazos de validade.

A negociação com os fornecedores deve prezar por aspectos relevantes a sua revenda, como:

  • Preço do produto;
  • Prazo de entrega;
  • Forma de pagamento;
  • Localização;
  • Custo do frete;
  • Quantidades mínimas;
  • Flexibilidade oferecida.

Sendo assim, o preço ofertado pelo fornecedor deve ser acessível e estar dentro da sua média. O prazo de entrega, por sua vez, deve cumprir as suas necessidades (e dos seus clientes) quanto à demanda pelos produtos.

5. Integre os setores do seu negócio

O estoque não deve em hipótese alguma ser tratado como um setor isolado dentro da empresa. Isso porque um controle de estoque eficiente é essencial para o bom funcionamento de todos os setores da organização em si e vice-versa.

Suponhamos que o setor de vendas verificou um aumento significativo da demanda para determinado produto e essa informação deve ser repassada ao setor responsável pela negociação com fornecedores. De forma a aumentar a quantidade daquele determinado produto no estoque.

Aqui notamos a necessidade dessa integração. Sem uma comunicação efetiva entre setores, a informação pode demorar a chegar no departamento certo, fazendo com que vendas sejam perdidas ou entregas atrasem.

6. Conte com ferramentas de gestão para controle de estoque

Usar planilhas ou qualquer tipo de controle manual para a gestão do estoque é um dos erros mais graves que você pode estar cometendo. Isso porque todos os colaboradores e setores precisam de dados integrados e atualizados, todos os dias, para realizar bem suas atividades.

Ao optar por um software que automatize o controle de estoque da revenda e que deixe os dados acessíveis para todas as áreas, com módulos integrados de vendas, estoque, contabilidade e outros.

Com ele, sempre que uma venda for concretizada ou um novo pedido for recebido, seu inventário de estoque será atualizado automaticamente.

Você precisa de soluções tecnológicas de qualidade para melhorar a gestão de estoque para a revenda agrícola? Clique aqui e conheça.

Publicado por:
Coordenador de Consultoria em Gestão com mais de 10 anos de experiência no agronegócio. Especialista em Liderança e Gestão Empresarial e Processos Gerenciais e Administração de Empresas.