Gestão contábil para o distribuidor de insumos agrícolas

Compartilhe

Apesar de existir há décadas no Brasil e no mundo, a gestão contábil ainda é um assunto que parece um pouco distante para muitas empresas.

Por mais que esteja presente em tudo, ainda existem aqueles que a veem como um mal necessário ou apenas uma obrigação imposta pelo governo

Entretanto, é um processo que pode proporcionar benefícios incalculáveis a uma empresa, tanto na parte gerencial quanto financeira.

Confira neste artigo dicas sobre conformidade fiscal e veja como a gestão contábil pode contribuir para os resultados da sua empresa:

1. Fique atento às obrigações fiscais

Estar em conformidade com as exigências fiscais é vital para o distribuidor de insumos que precisam de uma boa gestão contábil.

Por isso, contabilidade deve estar sempre atualizada e atenta às mudanças na legislação.

Com relação à legislação estadual, atualmente o que mais impacta é o Convênio 100/97, que rege a tributação relacionada aos insumos, adubos, fertilizantes e sementes para todo o Brasil. O convênio traz também alguns benefícios, como a redução na base de cálculo do ICMS, bem como isenções em operações estaduais.

Porém, apesar de ter sido prorrogado sucessivas vezes desde 1997, este convênio tem prazo de validade e por isso é preciso estar sempre atento para evitar surpresas.

Já na legislação federal, recentemente houve o restabelecimento de alíquotas de PIS e COFINS sobre receitas financeiras, que estavam sendo tributadas a alíquota zero e foram majoradas.

Assim, outro ponto importante na legislação federal é o SPED Social, que já teve sua exigência prorrogada, mas começou a ser implantado em cinco fases a partir de janeiro de 2018.

2 . Faça o Planejamento Tributário

Ao longo do tempo, o sistema tributário brasileiro se tornou muito complexo, devido a criação de impostos específicos, bem como de iniciativas para redução de encargos relativos a determinados segmentos econômicos.

Neste cenário, o planejamento tributário surgiu como uma forma legal e lícita para otimizar o pagamento de impostos.

Dessa forma, um contador especializado irá procurar por meios legais para evitar a incidência, reduzir o montante ou adiar o ônus tributário.

O primeiro passo para realização do planejamento tributário é que o profissional contábil conheça bem a empresa e sua estrutura societária.

Assim, você, consegue fazer uma análise profunda sobre o histórico dos balanços patrimoniais e demonstrações de resultados.

Para o planejamento tributário, é necessário que o profissional conheça em detalhes a atividade econômica de distribuição de insumos, além de acompanhar a publicação de leis de incentivo e isenção tributária para o setor.

Dessa maneira, terá uma base para definir os enquadramentos tributários possíveis e adotar a alternativa legal menos onerosa.

3 . Utilize indicadores contábeis para tomar decisões

Os indicadores contábeis são verdadeiros aliados para a gestão do distribuidor de insumos, na medida em que possibilitam a análise econômico-financeira da empresa, oferecendo aos gestores uma visão ampla do negócio.

Através do acompanhamento e análise destes números, é possível identificar gargalos e oportunidades para traçar estratégias e corrigir possíveis falhas.

O segmento de distribuição de insumos é dinâmico e está sujeito a variações cambiais, mudanças climáticas e outros fatores.

Além de agilidade, é necessário ter visão profunda e analítica do desempenho da empresa, acompanhando de perto os controles de custos e receitas, além de despesas administrativas.

Confira alguns itens importantes para análise e acompanhamento:

  • Os índices de liquidez (geral, imediata, corrente e seca) representam a saúde financeira da empresa, ou seja, sua capacidade de transformar ativos em dinheiro, a curto, médio e longo prazo.
  • A margem líquida indica o sucesso da empresa em termos de lucratividade sobre vendas. O índice aponta quanto lucro foi gerado para cada unidade monetária vendida.
  • O giro do ativo determina quantas vezes a empresa recuperou os valores do ativo por meio das vendas. Quanto mais alto for esse índice, melhor será o desempenho das vendas da empresa.
  • A margem de contribuição representa em quanto o valor das vendas contribui para o pagamento das despesas fixas e para gerar lucro.
  • A apuração do fluxo de caixa demonstra a qualidade da entrada e saída de dinheiro, ou seja, da movimentação financeira da empresa. O indicador é útil para o gestor acompanhar os recursos que são gerados e consumidos pela empresa.
  • As análises vertical e horizontal estabelecem relações entre os valores apresentados para que se possa identificar seu significado no contexto. Na análise vertical cada item é comparado com o valor de um grupo ou com o valor total do demonstrativo.

Sendo assim, leve em consideração a situação relativa do item analisado dentro do grupo a que pertence ou dentro do total. Já a análise horizontal, busca encontrar indicativos de tendências, pois cada item é comparado com seus valores históricos.

4. Escolha um parceiro especializado para fazer a contabilidade da sua revenda de insumos agrícolas

Contar com uma boa gestão contábil no setor de distribuição de insumos traz diversos benefícios para o empresário.

Como já citado anteriormente, um bom planejamento tributário é melhor realizado por um profissional que conhece bem a empresa e seu segmento de atuação, o que reforça a possibilidade de reduzir o pagamento de impostos.

Assim, com domínio sobre as regras fiscais e tributárias do setor, os profissionais estão sempre em busca das últimas resoluções que impactam o negócio dos clientes, atualizações na legislação, mudanças nas obrigações acessórias e em prazos praticados, evitando multas e juros desnecessários.

Ter um parceiro especializado para realizar a contabilidade da sua empresa significa contar com alguém que conhece os desafios enfrentados pelos gestores de revendas de insumos agrícolas, possui uma visão ampla das atividades operacionais do negócio e entende suas particularidades.

Dessa maneira, o profissional contábil especializado consegue traduzir dados técnicos para uma linguagem bem prática e adequada ao universo do agronegócio, contribuindo com informações relevantes para subsidiar análises e decisões gerenciais, o que torna a contabilidade uma aliada do negócio e não apenas uma imposição legal.

5. Veja como o apoio de um software especializado contribui para a gestão contábil

O crescimento do mercado de distribuição de insumos exige a organização eficiente da área financeira das empresas.

É comum que os gestores mantenham o hábito de registrar indicadores contábeis e financeiros em planilhas.

A migração dos controles para um software de gestão completo e integrado, que atenda tanto às demandas gerenciais quanto os fechamentos contábeis, elimina a necessidade de coleta e atualização manual de dados.

Porém, a otimização nos processos fica mais evidente com a qualidade das informações geradas pelo ERP especializado. Os dados gerados por este tipo de software são relevantes para o negócio, porque toda a sua estrutura de módulos e relatórios são específicos para suas necessidades.

Estas características, aliadas ao fato do ERP estar atualizado com relação às exigências das legislações federal e estadual, permitem que o distribuidor de insumos consiga ter acesso uma ótima gestão contábil!

Publicado por:
Coordenador de Consultoria em Gestão com mais de 10 anos de experiência no agronegócio. Especialista em Liderança e Gestão Empresarial e Processos Gerenciais e Administração de Empresas.