Adubação verde: prática sustentável de nutrição do solo

Compartilhe

Durante a entressafra, os produtores rurais costumam utilizar diversas técnicas de preparação do solo para o novo plantio. E uma alternativa sustentável para as fazendas é a adubação verde, que promove a reciclagem de nutrientes do solo.

Segundo a Embrapa, os adubos verdes são espécies de plantas que melhoram as características físicas, químicas e biológicas do solo de um terreno. Dentre elas, estão as leguminosas, gramíneas, crucíferas e os cereais.

A técnica pode ser usada tanto na recuperação de solos degradados como na conservação de terrenos férteis, tendo diversas vantagens.

Foto: Embrapa

O que é adubação verde?

A adubação verde está intrinsecamente ligada à produção de massa vegetal, já que as espécies de plantas utilizadas possuem essa característica. Essa prática milenar ainda pode, dependendo do cultivar, oferecer outros benefícios ao solo, como a fixação de nitrogênio, por exemplo.

Depois que o cultivo do adubo verde é concluído, a grade é passada no terreno revolvendo a massa verde com o solo, o que acelera a ciclagem de nutrientes.

Essa técnica é bem parecida com a palhagem feita durante o plantio direto, porém na adubação verde não há somente uma cobertura e sim uma mistura da matéria verde com o solo. As principais espécies de plantas utilizadas como adubo verde são:

  • Crotalária (Crotalaria juncea);
  • Guandu (CajanusCajan);
  • Girassol (Helianthus Annuus);
  • Feijão de Porco (Canavalia ensiformis);
  • Macuna Anã (Macuna deeringiana);
  • Macuna preta (Macuna aterrima).

Vantagens da adubação verde

Os adubos verdes podem promover ainda a descompactação de camadas dos solos, o protegendo e evitando processos erosivos, o controle de nematóides (vermes) e a redução de pragas agrícolas, plantas daninhas e enfermidades.

Os atributos físico-químicos do solo melhoram e o aproveitamento de água e nutrientes também, já que a adubação aumenta a porosidade da terra, a estruturação do solo e o teor de matéria orgânica.

Além disso, a população microbiológica dos terrenos onde há adubação verde tende a aumentar, assim como a absorção de fósforo nos solos se dá de uma maneira mais eficaz. Tudo isso com uma técnica que é sustentável.

Custos da técnica

O custo-benefício da adubação verde é excelente, já que a implantação e a condução da prática possuem um valor baixo enquanto traz muitos benefícios para o solo, principalmente a longo prazo.

Para saber o custo total de optar pelos adubos verdes é preciso somar os gastos com preparo do solo, aquisição de sementes e mudas, compra dos insumos necessários, custos de combustíveis e reparos de maquinários, plantio, condução da adubação e incorporação da massa ao solo.

Antes de implementar a técnica em sua propriedade, não deixe de checar se o custo é viável para o planejamento financeiro da fazenda. Para o alcance de todos os benefícios da adubação verde o produtor precisa se planejar antecipadamente.

Sustentabilidade no agronegócio

Com o passar dos anos, a sustentabilidade se tornou cada vez mais procurada pelos diversos setores do agronegócio, e na produção agrícola não é diferente. O próprio Governo Federal, em 2021, aumentou em 101% o valor destinado a projetos sustentáveis no Plano Safra 2021/22.

A adubação verde é uma técnica que recupera os atributos físicos, químicos e biológicos dos solos de maneira orgânica. Ela é uma alternativa aos adubos químicos e ao uso de defensivos contra plantas daninhas, sendo uma ótima aliada da sustentabilidade no agronegócio.

Conclusão

Neste texto, abordamos os benefícios da adubação verde tanto para o solo das fazendas como para o aumento da sustentabilidade no campo.

Além disso, citamos a importância do planejamento financeiro antes da implementação da prática, já que mesmo com custo baixo ela é um investimento a longo prazo.

Uma das maneiras de se planejar, tanto financeiramente como em outros âmbitos, é com a utilização de um Software de Gestão para Fazendas, como o ERP AgriManager, do Grupo Siagri. Ele unifica todas as áreas do negócio, facilitando as tomadas de decisões do produtor rural.

Para saber mais, solicite agora uma demonstração gratuita com um de nossos consultores.

Publicado por:
Arquiteto de soluções na Siagri com mais de 9 anos de experiência no agronegócio. Especialista em Ciências Contábeis e Sistemas ERPs.